Onde
Encontrar?

Incontinência Urinária – causas e fatores de risco

texto-1-incontinencia-urinaria-1200x480

A incontinência urinária – perda involuntária de urina – é um problema comum e muitas vezes constrangedor. A gravidade varia: em alguns casos, a pessoa não consegue segurar a urina ao fazer esforços como tossir ou espirrar, em outros casos, a vontade de urinar é tão súbita e forte que não dá tempo de chegar a um banheiro.
A incontinência urinária atinge 10 milhões de brasileiros de todas as idades, sendo duas vezes mais comum no sexo feminino, afirma a Sociedade Brasileira de Urologia. É um problema que afeta todas as faixas etárias, mas acomete mais a população idosa.
Causa um impacto muito grande na qualidade de vida das pessoas. Constrangimento social, mau cheiro etc. O grande problema é o impacto que ela causa. Tornam-se pessoa deprimidas, que perdem suas relações sociais e familiares.

Causas:

Certas bebidas, alimentos e medicamentos podem atuar como diuréticos – estimular a bexiga e aumentar o seu volume de urina. Eles incluem:
Álcool
Cafeína
Chá com cafeína e café
Refrigerantes
Adoçantes artificiais
Xarope de milho
Alimentos que são ricos em especiarias e açúcar
Alimentos muito ácidos e cítricos
Uso de medicamentos para doenças cardíacas e pressão arterial, além de sedativos e relaxantes musculares
Grandes doses de vitaminas B ou C.
A incontinência urinária pode também ser causada por uma condição médica facilmente tratável, tal como:
Infecção do trato urinário
Prisão de ventre
Estresse emocional.
A incontinência urinária também pode ser uma condição persistente causado por problemas físicos subjacentes ou alterações, incluindo:
Gravidez
Parto
Envelhecimento
Menopausa
Histerectomia
Aumento da próstata
Câncer de próstata
Obstrução do trato urinário
Distúrbios neurológicos, tais como esclerose múltipla, doença de Parkinson,AVC, tumor cerebral ou uma lesão da coluna vertebral.

Fatores de risco

Entre os fatores de risco para incontinência urinária estão:
Idade: a probabilidade de ter incontinência aumenta com a idade. Cerca de três ou quatro em cada 10 mulheres na meia idade e mais velhas relatam ter incontinência urinária. E entre um a três em cada 10 homens mais velhos relatam ter incontinência urinária
Sexo: a incontinência urinária é, pelo menos, duas vezes mais comum em mulheres que em homens
Raça: mulheres brancas são mais propensas a ter incontinência urinária de esforço em comparação com mulheres afro-americanas e asiáticas
Obesidade: o peso extra aumenta a pressão sobre a bexiga e os músculos ao redor, o que os enfraquece
Outras doenças: doenças neurológicas ou diabetes podem aumentar o risco de incontinência.

Fonte: Site Minha Vida

 

© Higifral 2016
//]]>