Onde
Encontrar?

8 dúvidas sobre o recém-nascido – parte 2

3

O pediatra neonatologista Marcus Vinicius Gomes da Cunha respondeu oito perguntas feitas por mamães numa postagem especial da nossa fanpage (acesse aqui). As questões são sobre diferentes temas que envolvem o recém-nascido. As respostas explicam o que é normal e como os pais devem cuidar dos pequenos nessa fase. Confira:

É normal a pele do bebê ficar amarelada?
Sim. Cerca de 70 a 75% dos bebês vão desenvolver isso que a gente chama de icterícia. Ela começa em torno do segundo ou terceiro dia de vida, atinge um pico do quarto ao sexto dia e depois começa a desaparecer naturalmente. Ela começa na cabeça, vai descendo até a perninha e regride no sentido inverso depois de atingir o pico. Em média, a icterícia desaparece com até duas semanas de idade.

O que causa isso?
Isso é uma quebra das hemácias, as células vermelhas. As hemácias carregam o oxigênio por todo o nosso corpo. Na barriga da mãe, o bebê troca o oxigênio com a placenta através do cordão umbilical e por isso precisa de muitas células vermelhas para transporte do oxigênio. Ao nascer, o bebê passa a usar o pulmão e já não precisa de tantas hemácias. Essas hemácias em excesso passam então a ser destruídas no baço do recém-nascido e a liberarem uma substância chamada bilirrubina na corrente sanguínea . É a bilirrubina que faz o bebê ficar amarelinho. Esse é um processo fisiológico normal, mas pode haver um aumento exagerado dessa bilirrubina em alguns casos e ser necessário um tratamento. É por isso que é muito importante o bebê fazer a primeira consulta com o pediatra até os oito dias de vida.

Podemos utilizar produtos de higiene no recém-nascido?
Nos primeiros meses é bom utilizar só algodãozinho com água morna e sabonete neutro próprio para bebês, nada de perfuminho e nada de shampoo. Repelente e protetor solar são liberados só depois dos seis meses de idade.

Como fazer a higiene do bebê nos primeiros dias de vida?
Banho de bebê é banho de gato, rapidinho. Você segura a criança por trás na banheira, a mão vai até o bumbum e o antebraço apoia a cabeça do neném, com a mão livre você vai passando o sabonete ou fazendo espuma no corpinho dele. Enxágua a cabecinha, o ombrinho, a perninha e pronto.

Como cuidar o umbigo?
Você lava com sabonete ou com a mão em volta, e seca com a toalhinha. Antigamente se passava álcool 70%, hoje esse produto não é mais recomendado pelo Ministério da Saúde. O umbigo demora de sete a 20 dias em média para secar e cair. Nesse processo ele pode sangrar levemente, mas o bebê não sente dor porque o coto umbilical não é enervado, então não tem sensibilidade nenhuma ali, ele só sente dor na pele que fica em volta.

Falando em dor. O que os pais devem fazer para passar a cólica?
A princípio, coisas básicas, massagem com dois dedos na barriguinha no sentido horário, deitar o bebê de barriguinha para baixo sobre uma compressa ou uma fralda de pano morna, dobrar as coxinhas do bebê sobre a barriga para tentar eliminar um pouquinho de gases e, em último caso, usar a medicação. A maioria das cólicas vão durar de cinco a dez minutos e passam, ou seja, até o remédio ser absorvido, a cólica já passou.

Quanto ao sono, existe alguma forma de adaptar o bebê para dormir mais durante a noite e menos durante o dia?
O que rege o nosso ciclo de sono e de vigília é um hormônio produzido no cérebro. Essa produção de hormônio só vai ficar com um ritmo certinho a partir dos dois meses de vida, então o bebê não tem capacidade de aprender a criar rotinas pelo menos até essa idade. Até aí o ciclo é uma bagunça e é normal que seja assim. Depois dos dois meses os pais começam a ensinar a hora de acordar e de dormir colocando o bebê no berço na hora certa e não pegando ele o tempo todo.

E o recém-nascido tem consciência da família?
Ele tem consciência materna. Ele reconhece o som materno, porque já ouvia a voz da mãe dentro da barriga; o batimento cardíaco materno; e principalmente o cheiro materno. Existem vários trabalhos científicos mostrando que ele reconhece a mãe no escuro só pelo cheiro. O pai também é um pouco reconhecido, desde que tenha conversado com o bebê dentro da barriga. Mas o papel da mãe é predominante nos primeiros meses de vida.

Quer saber mais? Leia as outras respostas dadas pelo doutor Marcus no nosso blog (acesse aqui).

 

 

//]]>